Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Pesca de Curral no Estado do Pará

DOI: http://dx.doi.org/10.17080/1676-5664/btcc.v5n1p115-139

http://www.periodicos.ufra.edu.br/index.php?journal=tjfas 

downloadpdf

Anastácio A. Juras1, Jossandra C. Rocha2 & Israel H. A. Cintra3

 

Resumo: A região do litoral norte do Brasil é caracterizada por apresentar uma linha decosta bastante diversa onde se localizam inúmeros sistemas estuarinos. Possuiuma topografia baixa e aporte de grandes volumes de água doce, principalmentedo Rio Amazonas, produzindo processos oceanográficos interdependentes ecomplexos, que exercem uma forte influência na distribuição dos recursos vivosda região. Um estudo sobre a produção, o esforço de pesca e a captura porunidade de esforço (CPUE) das principais espécies de peixes capturadas emcurrais-de-pesca no litoral amazônico do estado do Pará, durante o período de1995 a 2002, foi realizado visando a fornecer subsídios para o gerenciamentoadequado desta pescaria. Para tal foram analisados dados coletados pelo projetoESTATPESCA, e através de entrevistas realizadas com pescadores e pessoasrelacionadas com a atividade pesqueira em 15 municípios. A produção de pescadonos currais-de-pesca seguiu a mesma tendência da produção total desembarcada,com a captura máxima em 1998; a partir de 1999 apresentou uma tendência deprodução decrescente com pequena recuperação em 2002. As espécies com maiorparticipação relativa, em ordem decrescente, foram a pescada-gó (Macrodonancylodon) 38 %, o bagre (Arius herzbergii) 10 %, o bandeirado (Bagre bagre) 6%, a corvina (Micropogonias furnieri) 4 % e o peixe-pedra (Genyatremus luteus) 2%. Os municípios com maior produção desembarcada foram Quatipuru (19,07%), Curuçá (17,11 %), Bragança (12,12 %) e Marapanim (8,14 %). O esforço depesca seguiu uma tendência de crescimento durante todo o período (1995 a 2002),com uma pequena redução em 2001 logo compensada em 2002. A produçãoanual e as CPUE’s do bagre, bandeirado, peixe-pedra e pescada-gó apresentaramuma tendência de queda enquanto que a corvina manteve seus valores compequenas variações ao longo do período. Os resultados da análise de variânciada CPUE anual pelo teste H de Kruskal-Wallis para cada uma das cinco espéciesforam significantes nível de α = 0,05. Foram utilizados os modelos logísticos linearde Schaefer e exponencial de Fox para se estimar os parâmetros da produçãodas principais espécies. O esforço aplicado sobre o bandeirado atingiu 166,6 %do ótimo estimado e a captura e a CPUE são, respectivamente, de apenas 58,6 % 35,2 % dos ótimos estimados. Para as demais espécies esses valores variaramcomo a seguir: corvina = 143,3 %, 74,2 % e 51,9 %; peixe-pedra = 165,6 %, 72,8% e 44,3 %; bagre = 172,0 %, 43,6 % e 25,3 %; pescada-gó = 173,1 %, 45,4 % e26,2 %. A queda na produção das espécies capturadas pelos currais-de-pescamostra que níveis do esforço acima do valor ótimo podem levar a uma situação desobrepesca, resultando em drásticas conseqüências sobre a produtividade erendimento econômico dos currais-de-pesca.

Palavras-chave: curral-de-pesca, principais espécies, modelos de produção,esforço de pesca, CPUE, Estado do Pará.

 

Abstract: The Northern region of Brazil presents a varied coastline where countless estuarinesystems are located. It displays low topography and high volumes of freshwater,mainly from Amazonas River, producing complex oceanographic processesdepending on one another, which exercise a strong influence on the distribution ofits live resources. A study of the production, fishing effort and the capture for unitof effort (CPUE) of the main species of fish captured by fish-weirs in the Amazoniancoast of Pará State during the period from 1995 to 2002, was carried out with theaim at supplying subsidies for the adequate management of this kind of fishery.For such a purpose the data on catch statistics collected by the ESTATPESCAProject in 15 counties, and by means of interviews with fishers and middlemenwere analyzed. The fish production by fish-weirs followed the same decreasingtrend as that of total production in years 1995-2002, but with a slight recovery in2002. The species that stood out as to fish production, in a decreasing order oftheir take in the catch, were: king weakfish (Macrodon ancylodon), 38 %, thomassea catfish (Arius herzbergii), 10 %, coco sea catfish (Bagre bagre), 6 %,whitemouth croaker (Micropogonias furnieri), 4 % and torroto grunt (Genyatremusluteus), 2 %. The most productive counties were: Quatipuru (19.07 %), Curuçá(17.11 %), Bragança (12.12 %) and Marapanim (8.14 %). The fishing effort followeda growth tendency during the whole period (1995 to 2002), with a small reduction in2001 and ready compensated in 2002. Annual yield and CPUE of thomas seacatfish, coco sea catfish, torroto grunt and king weakfish showed a downwardtrend while that of whitemouth croaker kept stable along the period. The results ofthe variance analysis through Kruskal-Wallis’ H test and discrimination among meanannual CPUEs for each of the main five species proved to be statistically significant.Linear and exponential surplus production models were used to estimate optimumvalues of sustainable yield, fishing effort and productivity. The annual applied efforton coco sea catfish was 66.6 % above its optimum and hence their correspondentfigures for sustainable yield and catch per unit effort amounted only to 58.6 and35.2 % of their optimum values. The other main species likewise figures were:whitemouth croaker = 143.3 %, 74.2 % and 51.9 %; torroto grunt = 165.6 %, 72.8% and 44.3 %; thomas sea catfish = 172.0 %, 43.6 % and 25.3 %; king weakfish = 173.1 %, 45.4 % and 26.2 %. The decrease in fish production by fish-weirs impliesthat fishing effort above acceptable levels may lead to an overfishing situationwhereby recovery is difficult and harmful effects are brought to bear uponproductivity and economic revenues from the fish-weir fisheries.

Key words: weir, main species, production models, fishing effort, CPUE, ParáState.

 

1 Bióloga, M. Sc., Pesquisadora Cepnor/Ibama
2 Engenheiro de Pesca, M. Sc., Professor Ufra, Pesquisador Cepnor/Ibama
3 Biólogo, D. Sc., Professor Ufra
4 Engenheira de Pesca, Pesquisadora Cepnor/Ibama

 

Literatura Citada

ARAGÃO, J.A.N. Análise da consistência estatística do programa de coletade dados de desembarque de pescado - Estatpesca, executado pelo Ibamano Nordeste do Brasil. Dissertação de Mestrado Departamento de Engenhariade Pesca, Universidade Federal do Ceará, 96 p., Fortaleza, 1997.

AYRES, M.; AYRES JR, M.; AYRES, D.L.; SANTOS, A.S. BioEstat 3.0: aplicaçõesestatísticas nas áreas das ciências biológicas e médicas. CNPq, 291 p.,Brasília, 2003.

CERVIGÓN, F.; CIPRIANI, R.; FIACHER, W.; GARIBALDI, L.; HENDRICKX, M.;LEMUS, A.J.; MÁRQUEZ, R.; POUTIERS, J.M.; ROBAINA, G.; RODRIQUEZ, B.Guia de campo de las especies comerciales marinas y de aguas salobres dela costa septentrional de Sur America. Organizacion de las Naciones Unidaspara la Agricultura y la Alimentacion, 512 p., Roma, 1992.

DIAS-NETO, J.; DAMASCENO. F.G.; PONTES. A.C.P. Biologia e pesca dapiramutaba, Brachyplatystoma vaillantii, Valenciennes, na região Norte do Brasil.SUDEPE-PDP, ser. Doc. Téc., Brasília, n. 35, p. 47-112, 1985.

DIEGUES, A.C.S. Povos e mares: leituras em sócio-antropologia marítima.NUPAUB-USP, 269 p., São Paulo, 1995.

EL-ROBRINI, M. Batimetria, p. 8-16, in Programa Nacional de GrenciamentoCosteiro. Relatório Técnico. IDESP/Ibama/SECTAM. Belém, 1992.

FIGUEIREDO, J.L.; MENEZES, N.A. Manual de peixes marinhos do Sudestedo Brasil – Teleostei III. Museu de Zoologia da USP, 90 p., São Paulo, 1980.

FONTELES-FILHO, A.A. Recursos pesqueiros: Biologia e dinâmicapopulacional. Imprensa Oficial do Ceará, XVI +296 p., Fortaleza, 1989.

FONTELES-FILHO, A.A.; ESPÍNOLA, M.F.A. Produção de pescado e relaçõesinterespecíficas na biocenose capturada por currais-de-pesca, no Estado do Ceará.Bol. Téc. Cient. Cepnor, Belém, v. 1, n. 1, p. 117-130, 2001.

FOX JR., W.W. An exponential surplus-yield model for optimizing exploited fishpopulations. Trans. Amer. Fish. Soc., v. 99, p. 80-88, 1970. doi

FURTADO, L.G. Curralistas e redeiros de Marudá: pescadores do litoral doPará. Museu Paraense Emílio Goeldi, 326 p., Belém, 1987.

FURTADO-JÚNIOR, I. Caracterização das pescarias do litoral norte do Brasil.Relatório Técnico Cepnor/Ibama, 56 p., Belém, 2003.

GULLAND, J.A. Manual de métodos para la evaluación de las poblaciones depeces. FAO Manual 4. Editorial Acribia, 186 p., Zaragoza, 1971.

IBAMA. Manual do sistema de estatística pesqueira. Tamandaré, 98 p., 1997.

IBAMA/CEPENE. Estatística da pesca – 2002 – Brasil – Grandes Regiões eUnidades da Federação. Tamandaré, Ibama/Cepene, 97 p., 2004.

ISAAC, V.J.; DIAS-NETO, J.; DAMASCENO, F.G. Camarão-rosa da costa norte:biologia, dinâmica e administração pesqueira. Ibama/Série Estudos de Pesca,n.1, p.1-187, 1992.

MELO, G.A.S. Manual de identificação dos Brachyura (caranguejos e siris)do litoral brasileiro. Museu de Zoologia da USP, 604 p., São Paulo, 1996.

MENEZES, N.A.; FIGUEIREDO, J.L. Manual de peixes marinhos do Sudestedo Brasil – Teleostei IV. Museu de Zoologia da USP, 96 p., São Paulo, 1980.

PAIVA, M.P. Recursos pesqueiros estuarinos e marinhos do Brasil. EdiçõesUFC, 286 p., Fortaleza, 1997.

PÉREZ-FARFANTE, I. Western Atlantic shrimps of genus Penaeus. Fish. Bull.,Washington, v. 67, n. 3, p. 461-591, 1969.

SCHAEFER, M. Some aspects of the dynamics of populations important to themanagement of the commercial marine fisheries. Inter. Amer. Trop. Tuna Comm.Bull., La Jolla, v. 1, n. 2, p. 27-56, 1954.

SPARRE, P. & VENEMA, S.C. Introdução à avaliação de mananciais pesqueiros.Parte 1 - Manual. FAO Doc. Téc. Pesca, Roma, n. 306/1, p.1-404, 1997.

STRIDE, R.K. Diagnóstico da pesca artesanal marinha do Estado doMaranhão. Convênio O.D.A./FINEP/UFMA, 205 p., São Luis, 1992.

SZPILMAN, M. Peixes marinhos do Brasil: guia prático de identificação. InstitutoEcológico Aqualung, 288 p., Rio de Janeiro, 2000.

TAVARES, M.C.S. A pesca de curral no Estado do Pará. Dissertação deMestrado, Centro Agropecuário, Universidade Federal do Pará, 94 p., Belém, 2005.

TUREKIAN, K.K. Oceanos. Editora Edgard Blucher Ltda., 151 p., São Paulo, 1968.

VON BRANDT, A. Fish catching methods of the world. Fishing News BooksLtd., 418 p.,Farnham, 1984.

ZAR, J.H. Biostatistical analysis. Prentice-Hall, 718 p., Englewood Cliffs, 1984.