Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Distribuição Espacial da Leishmaniose Canina em Ilha Solteira, São Paulo, Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a14

 

downloadpdf

Silvana C. Paulan1, Hélio R. Silva2, Elizete A. C. F. Lima3, Edilson F. Flores4 & Vilma M. Tachibana4

 

Resumo: A Leishmaniose Visceral (LV), causada por protozoários do gênero Leishmania é transmitida por flebotomíneos do gênero Lutzomyia, os quais vêm se adaptando ao ambiente peridomiciliar, onde o cão é sua principal fonte de alimento, aumentando o risco de casos em humanos. Técnicas de geoprocessamento e de estatística espacial foram utilizadas com o objetivo de analisar a distribuição espacial da ocorrência da LV no município de Ilha Solteira, como contribuição à compreensão de sua dinâmica epidemiológica e direcionamento das medidas de prevenção e controle. Pelas técnicas de estatística espacial (estimação por Kernel) e de geoestatística (estimação por Krigagem) apenas o setor urbano 3 apresentou significância quanto ao número de casos em cães. Além disto, a homogeneidade e a baixa densidade de vegetação, observada pelo Índice de Vegetação por Diferença Normalizada, como também a 78% dos casos de LV estarem foram do raio de 250 m, demarcados a partir das bordas de fragmentos de vegetação natural, é possível reforçar a hipótese de urbanização do vetor ao peridomicílio, relativizando o papel da vegetação na dinâmica epidemiológica desta zoonose.

Palavras-chave: flebotomíneos; geoprocessamento; estatística espacial

 

Abstract: Visceral Leishmaniasis (VL) caused by protozoa of the genus Leishmania is transmited by sandflies of Lutzomyia genus, which has been adapting to the peridomestic environment, where dogs are the main food source, increasing the risk for human. Geoprocessing and spatial statistics techniques were used aiming to analysis the spatial distribution of VL in the county of Ilha Solteira, aiding the comprehension of its epidemiological dynamic and directing of the control and prevention measures. Kernel and kriging estimation Techniques showed that only sector 3 was significant in relation to the number of cases in dogs. Further, the homogenity and the low density of vegetation, observed by the Normalized Difference of Vegetation Index, as well as 78% of VL cases are outside the buffers of 250 m delimited from the borders of natural vegetation fragments, it is possible to reinforce that the hypothesis about the urbanization of the vector to the peridomestic environment has relativized the vegetation significance for the epidemiological dynamics of Leishmaniasis.

Key words: sandfly; geoprocessing; spatial statistics.

 

1 Doutoranda em Ciência Animal, UNESP, Departamento de Apoio, Produção e Saúde Animal, Rua Clóvis Pestana, 793, Araçatuba – SP, silvana.paulan@gamil.com
2 Prof. Assistente, UNESP, Departamento de Fitossanidade e Engenharia Rural de Solos
3 Prof. Assistente, UNESP, Departamento de Biologia e Zootecnia
4 Prof. Assistente, UNESP, Departamento de Estatística

 

Literatura Citada

BRASIL. Ministério Da Saúde. Manual de vigilância e controle da Leishmaniose Visceral. Brasília - DF: Editora do Ministério da Saúde, 2006. 120p.

CÂMARA, G.; SOUZA, R. C. M.; FREITAS, U. M.; GARRIDO, J. SPRING: integrating remote sensing and GIS by object-oriented data modelling. Comput Graph 1996, v. 20, p. 395-403.

CAMARGO-NEVES, V. L. F. A Leishmaniose Visceral Americana no Estado de São Paulo: situação atual. Boletim Epidemiológico Paulista. São Paulo, v. 4, p. 12-14, 2007. Disponível em: http://www.cve.saude.sp.gov.br/agencia/bepa6_lva.htm. Acesso em 20 de novembro de 2012.

CÂNDIDO, H. G.; GALBIATTI, J. A.; PISSARRA, T. C. T.; MARTINS FILHO, M. V. Degradação ambiental da bacia hidrográfica do rio Uberaba: uma abordagem metodológica. Eng. Agríc., Jaboticabal, v. 30, n. 1, Feb. 2010 . doi

CARNEIRO, D. D. M. T. Geoprocessamento e análise espacial de varredura no estado-da-arte da Leishmaniose Visceral Americana na região centro-oeste da Bahia, Brasil. 2007. 185 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

CARNEIRO, D.; BAVIA, M. E.; ROCHA, W.; LOBÃO, J.; FILHO, C. M.; OLIVEIRA, J. B.; SILVA, C. E.; BARBOSA, M. G.; RIOS, R. Identificação de áreas de risco para a leishmaniose visceral americana, através de estudos epidemiológicos e sensoriamento remoto orbital, em Feira de Santana, Bahia, Brasil (2000-2002). Revista Baiana de Saúde Pública, v. 28, n. 1, p. 19-32, 2004.

CRUZ, D. S.; CARVALHO, S. L.; LIMA, E. C. F.; COSTA, S. M. A. L.; BUOZO, J. C.; SILVA, H. R.; ALTIMARE, A. L. Avaliação das condições ambientais das margens da área do braço denominado “da anta” do rio Paraná na área de entorno do reservatório de Ilha Solteira-SP. In: CONGRESSO DE ECOLOGIA DO BRASIL, 8., 2007, Caxambu. Anais do VIII Congresso de Ecologia do Brasil. Caxambu. Anais do Congresso de Ecologia do Brasil, 2007. p. 1-2.

KUHLS, K.; ALAM, M. Z.; CUPOLILLO, E.; FERREIRA, G. E. M.; MAURICIO, I. L.; ODDON, E. R.; FELICIANGELI, M. D.; WIRTH, T., MILES, M. A.; SCHONIAN, G. Comparative microsatellite of new world Leishmania infantum reveals low heterogeneity among populations and recent old world origin. PLoS Negl Trop Dis, v. 5, n. 6, e 1155, 2011.

MARGONARI, C.; FREITAS, C. R.; RIBEIRO, R. C.; MOURA, A. C. M.; TIMBÓ, M.; GRIPP, A. H.; PESSANHA, J. E.; DIAS, E. S. Epidemiology of visceral leismaniasis through spatial analisis in Belo Horizonte municipality, state of Minas Gerais, Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, v.101, n.1, p. 31-38, 2006.

MARTINS, M. S.; BAVIA, M. E.; SILVA, A. B.; CRDIM, L. L.; CARNEIRO, D. D. M. T. Técnicas de Geoprocessamento aplicadas no estudo de risco ambiental da Leishmaniose Visceral em área urbana de Feira de Santana, Bahia. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 13., 2007, Florianópolis. Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. Florianópolis: INPE, 2007. p. 2825-2832.

OLIVEIRA, C. D. L.; MORAIS, M. H. F.; MACHADO-COELHO, G. L. L. Visceral leishmaniasis in large Brazilian cities: challenges for control. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 12, p.2953-2958, 2008.

PANNATIER, Y. VARIOWIN: Software for spatial data analysis in 2D. Springer-V, 1996. 91p.

SILVA, H. R.; ALTIMARE, A. L.; LIMA, E. A. C. F. Sensoriamento remoto na identificação do uso e ocupação da terra na área do projeto "Conquista da Água", Ilha Solteira - SP, Brasil. Eng. Agríc., Jaboticabal, v. 26, n. 1, 2006 . doi

SOUZA, V. M. M.; JULIÃO, F. S.; NEVES, R. C. S.; MAGALHÃES, P. B.; BISINOTTO, T. V.; LIMA, A. S.; OLIVEIRA, S. S.; MOREIRA Jr., E. D. Ensaio comunitário para avaliação da efetividade de estratégias de prevenção e controle da leishmaniose visceral humana no Município de Feira de Santana, Estado da Bahia, Brasil. Epidemiol. Serv. Saúde, v. 17, n. 2, p. 97-106, 2008.

TerraView 4.1.0. São José dos Campos, SP: INPE, 2010. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/terraview. Acesso em: 07/02/2013.