Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Captação e Armazenamento de Águas Pluviais no Semiárido Brasileiro: Estudo na Microbacia Hidrográfica do Rio Farinha, Paraíba, Brasil


 

downloadpdf

Irenaldo P. de Araújo1 & Joedla R. de Lima2

 

Resumo: A ocorrência de regiões semiáridas não se restringe apenas ao Brasil, sendo que em nosso país se destaque como particularidade em ser o semiárido mais chuvoso do planeta. Durante décadas, neste território, investiu-se em medidas de combate à seca e, como contraponto a esta visão, nas últimas décadas houve investimentos em estratégias de convivência com a semiaridez, considerando as suas particularidades e potencialidades, a partir do investimento em tecnologias apropriadas. O presente estudo ocorre na microbacia hidrográfica do rio Farinha, localizada no centro-oeste da Paraíba, com metodologia embasada na técnica de estudo de caso incluindo pesquisa bibliográfica. Nesta microbacia vem sendo implementadas técnicas de convivência com a semiaridez, sendo que em relação às tecnologias de captação e armazenamento de águas pluviais, dissemina-se a construção de cisternas de placas, com volume de 16 mil litros, provenientes do P1MC, associadas a modelos pedagógicos que contribuem com a construção de novos olhares sobre a esta região.

Palavras-chave: captação e armazenamento de águas pluviais, cisternas de placas, tecnologias adaptadas, novos olhares

 

1 Pedagogo, Mestre em Ciências Florestais, Coordenador Pedagógico na Ação Social Diocesana de Patos, Professor Substituto na Universidade Estadual da Paraíba, Campus VII, Patos – PB; Rua Dr. João Soares, 437, Bairro Brasília, CEP: 58.700-310, Patos, Paraíba; Fone (83) 3423.2206; Cel: (83) 8802.4333 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
2 Professora Doutora da Universidade Federal de Campina Grande\Campus de Patos (PB)

 

Literatura Citada

Ab’Sáber, A. O domínio morfoclimático das caatingas brasileiras. São Paulo: Instituto de Geografia, USP, Geomorfologia,1974.

AESA. Mapas do Plano Estadual de Recursos Hídricos. Disponível em: <http://www.aesa.pb.gov.br/geoprocessamento/geoportal/mapas.html> Acesso: 17 ago 2009.

Araújo, I.P. Diagnóstico das fontes de abastecimento hídrico na Microbacia Hidrográfica do Rio Farinha/PB. Monografia (Especialização em Educação Ambiental e Sustentabilidade – Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais). Patos-PB: UFCG/CSTR, 2008. 60f.

Brasil. Ministério da Integração Nacional. Secretaria de Políticas de Desenvolvimento Regional. Nova delimitação do Semi-árido Brasileiro. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2005. Disponível em: <http://www.integracao.gov.br>. Acesso: 07 mar 2009.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil. Programa de Água Subterrânea para o Semi-árido Brasileiro. Recife: CPRM, 2002. Disponível em: < http://proasne.net/PARSNEFinal.pdf> Acesso: 04 set 2008.

_____ – Serviço Geológico do Brasil. Projeto Cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea: Diagnóstico do Município de Areia de Baraúnas, Estado da Paraíba. Orgs: João de Castro Mascarenhas, Breno Augusto Beltrão, Luiz Carlos de Souza Júnior, Franklin de Morais, Vanildo Almeida, Jorge Luiz Fortunado de Miranda. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005. 10p

Damm, K.; Farias, N. A bomba d’água popular e a construção do Programa BAP. In: Tecnologias Apropriadas para Terras Secas – Manejo sustentável de recursos naturais em regiões semi-áridas no Nordeste do Brasil. Ângela Küster, Jaime Ferré Martí, Ingo Melchers (Orgs). Fortaleza: Fundação Konrad Adenauer, GTZ, 2006. 212p. pp. 139-155.

Melo Filho, J.F.; Souza, A.L.V. O manejo e a conservação do solo no semi-árido baiano: desafios para a sustentabilidade. In: Revista Bahia Agrícola, v.7, n.3, Nov.2006. Disponível em: <http://www.seagri.ba.gov.br/pdf/socioeconomia04_v7n3.pdf> Acesso: 03 set 2008.
Malvezzi, R. Semi-árido – uma visão holística. Brasília: CONFEA, 2007. 140 p.

Moura, E.M. Avaliação da disponibilidade hídrica e da demanda hídrica no trecho do Rio Piranhas-Açu entre os Açudes Coremas-Mãe d’Água e Armando Ribeiro Gonçalves. Dissertação (Mestrado em Engenharia Sanitária – Programa de Pós-graduação em Engenharia Sanitária) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2007. 123 f. Disponível em: <http://bdtd.bczm.ufrn.br/tedesimplificado/tde_arquivos/32/TDE-2007-11-07T072042Z-906/Publico/EulinaMM.pdf> Acesso em: 01 ago 2008.

RTS. Registro do I Fórum Nacional da RTS. Salvador, dezembro de 2006. Brasília: RTS e Abipti, 2007a. 122 p. il. color.

______. Relatório bienal: abril de 2005 a abril de 2007. [Brasília]: Athalaia Gráfica e Editora, 2007b. 45 p. il.color.

Silva, R.M. Entre o Combate à Seca e a Convivência com o Semi-árido: transições paradigmáticas e sustentabilidade do desenvolvimento. 2006. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável, área de concentração em Política e Gestão Ambiental) – Universidade de Brasília, 2006. 298 f. Disponível em: <http:///www.asabrasil.org.br>. Acesso em 22 out. 2007.

______. Entre o combate à seca e a convivência com o semi-árido: transições paradigmáticas e sustentabilidade do desenvolvimento. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2008. 276p. (Série BNB Teses e Dissertações, n. 12).