Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Avaliação de Bebês Portadores de Fissura Labiopalatina em Relação à Higiene Oral

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1000/odonto.v17n34p64-68

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/O1/index 

downloadpdf

Agda M. de Moura1, Marcia Andre2, Juliana O. R. A. Faraj3 & Reinaldo B. e Dias4

 

Resumo: Avaliou-se a prevalência de cárie relacionada à ausência de higiene oral, em bebês portadores de fissura labiopalatina, na faixa etária entre 6 e 36 meses. As crianças eram atendidas no Ambulatório da Disciplina de Prótese Buco Maxilo Facial, do Depto. de Cirurgia, Prótese e Traumatologia Maxilo Faciais da FOUSP. Profilaxia prévia ao exame clínico foi realizada para aumentar a confiabilidade do diagnóstico de cárie, o qual foi obtido por meio da inspeção visual e tátil, sob iluminação artificial. Selecionou-se 143 crianças sem distinção de gênero, distribuídas em 5 faixas etárias: 06-12; 13-18; 19-24; 25-30 e 31-36 meses. A análise estatística utilizou o Teste Qui-quadrado, ajustado pela Estatística de Fisher. Ao ser analisada a ausência de higiene oral em relação à experiência de cárie, não se observou significância estatística (p=0,626). Quando se avaliou a prevalência de cárie frente ao aumento da idade e a ausência de higienização houve associação estatísticamente significante (p< 0,001). Concluiu-se que, para esta amostra, a ausência de higiene oral não foi fator de incremento na manifestação da cárie.

Palavras-chave: Fenda Labial ; Higiene Bucal; Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância.

 

Abstract: The study evaluated the caries prevalence related to the lack of oral hygiene in babies aged 6 to 36 months, with cleft lip and/or palate. Those children were treated in the Ambulatory of the Discipline of Bucco-Maxillo-Facial Prostheses, from the Department of Surgery, Prostheses and Maxillo-Facials Traumatology of the FOUSP. Before the clinical exam, prophylaxis was done to increase reliability of the visual and tactile inspection under artificial light. Were selected 143 children regardless of gender, distributed into 5 age groups: 06-12; 13-18; 19-24; 25-30 e 31-36 months old. The statistical analysis used the Q-Square-Test, adjusted by the Fischer’s Statistic. The analysis of the lack of oral hygiene correlated with the caries experience was not statistically significant (p=0,626). When the prevalence of caries was evaluated front to the increase of the age and the lack of oral hygiene, a statistical significant association was found (p< 0,001). The findings of the research didn’t show, in the sample, the lack of oral hygiene as a factor to increase the caries presence.

Key words: Cleft Lip ; Oral Hygiene; Integrated Management of Childhood Illness.

 

1 Mestre em Odontologia pela FOUSP - área de concentração Prótese Buco Maxilo Facial
2 Mestre e Doutora em Odontologia pela FOUSP - área de concentração Prótese Buco Maxilo Facial
3 Mestre em Odontologia pela FOUSP - área de concentração Prótese Buco Maxilo Facial
4 Mestre e Doutor em Odontologia pela FOUSP - área de concentração Prótese Buco Maxilo Facial

 

Literatura Citada

1. ANKOLA A.V.; NAGESH L.; HEGDE P.; KARIBASAPPA G.N. Primary dentition status and treatament needs of children with cleft lip and/or palate. J Indian Soc Pedod Prev Dent, n. 80, v. 2, p.80-82, 2005. https://doi.org/10.4103/0970-4388.16447

2. BYAN Z, D.U. M.; BEDI R.; HOLT R.; JIN H.; FAN M.; Caries prevalence and oral health behavior in Chinese children with cleft lip and/or palate. Pediatr Dent, v. 23, n. 5, p. 431-434, Sep./Oct. 2001.

3. CASTILHO A.R.S.F.; NEVES L.T.; CARRARA C.F.R. Evolution of Oral Health Knowledge and Oral Health Status in Mothers and Their Children With Cleft Lip and Palate. Cleft Palate Craniofac J, Lewiston, v. 43, n. 6, p. 726-730, Nov. 2006.

4. Cheng L.L.; Moor S.L.; Ho C.T.C. Predisposing factors to dental caries in children with cleft lip and palate: A review and strategies for early prevention. Cleft Palate Craniofac J, n.44, v. 6, p. 67-78, 2007. https://doi.org/10.1597/05-112

5. DALBEN G.S.; COSTA B.; GOMIDE M.R. Características Básicas do Bebê Portador de fissuras Lábio-Palatal- aspectos de Interesse para o CD. Rev Ass Paul Cirurg Dent, v.56, n. 3, p.223-226, mai./ jun., 2002.

6. DUQUE C.; DALBEN G.S.; ARANHA A.M.F.; CARRARA C.F.C.; GOMIDE M.; COSTA B. Chronology of deciduous Teeth Eruption in Children with Cleft Lip and Palate. Cleft Palate Craniofac J, Lewiston, v. 42, n. 6, p. 687-693, 2005.

7. FEJERSKOV O. Concept of dental caries and their consequences for understanding the disease. Commun Dent Oral Epidemiol, v .25, n. 1, p.5-12, 1997.

8. JOHNSEN D.C.; DIXON M. Dental caries of primary incisors in children with cleft lip and palate. Cleft Palate J, Pittsburgh, v. 21. n. 2, p. 104-109, Apr. 1984.

9. KRASSE B. Risco de Cárie - Um Guia Prático de Avaliação e Controle. Quintessence Editora, tradução: ANDRADE JLF, São Paulo, 2 ed., 113p.

10. MILGRON P.; REIDY C.A.; WEINSTEIN P.; TANNER A.C.; MANIBUSAN L.; BRUSS J. Dental caries and its relationship to bacterial infection, hypoplasia, diet and oral hygiene in 6- to 36- month-old children. Community Dent Oral Epidemiol, v. 28, v. 4, p. 295-306, 2000.

11. NEVES, L.T. Avaliação da prevalência, severidade e distribuição da doença cárie e dos fatores relacionados à higiene bucal em portadores de fissura labiopalatal nas faixas etárias de 7 a 66 meses. São Paulo, 2002. 133p. Dissertação (Mestrado em Odontopediatria) – Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo.

12. PIMENTEL I. J. G. Relação entre condição sócio – econômica, idade e sexo com higiêne bucal e prevalência de cárie dentária em paciente portadores de fissuras lábio–palatais. 1986. 32f. Monografia (Especialização em Odontopediatria) – Hospital de Pesquisa e Reabilitação de Lesões Lábio-Palatais, Universidade de São Paulo, Bauru.

13. SABESP. Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. Disponível em URL: http://www.sbaesp.com.br (Clientes e Serviços/fluoretção das águas) [18/11/2007]

14. SANT‘ANNA G.R.; BÖNECKER M.S.; DUARTE D.A.; SUGA S.S. Caderno de odontopediatria - cariologia diagnostico, conceito e tratamento. Ed.santos, 1 ed. São Paulo 2001 82p.

15. TOMITA N.E.; COSTA B.; SANTOS C.F.; PALMA R.G.; LOPES E.S. Prevalência de cárie dentária em crianças portadoras de fissuras lábio palatais. Rev Fac Odontol Bauru, v. 4 n. 3/4,p. 33–38, jul./dez.1996.