Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Utilização da Teoria Crítica como Sustentação Epistemológica na Construção de um Grupo De Estudos em Educação Física

DOI: http://dx.doi.org/10.15602/1983-9480/cmedh.v14n28p21-35

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ipa/index.php/EDH/index 

downloadpdf

Alexandre Scherer1, Deninson N. Ferenci2, Alessandra S. Quadros3, Paulo R. B. Pedroso4, Solon C. Rodrigues5, Henry J. B. Kehrwald6 & João A. Stein7

 

Resumo: Este trabalho de perspectiva teórica relata os esforços de um grupo de estudos em Educação Física em compreender como a Teoria Crítica da Escola de Frankfurt foi estabelecida a partir do advento da modernidade e como ela influencia a área no Brasil. Para isso, este texto mostra inicialmente um panorama dos grupos de estudo em Educação Física vinculados à base de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e uma análise das produções de teses e dissertações que envolvem a área, a partir do Núcleo Brasileiro de Dissertações e Teses em Educação Física, Esportes e Educação Especial (NUTESES). Após, é discutida a construção da Teoria Crítica utilizando como referência a reflexão teórica de outros pensadores que antecederam Adorno, Horkheimer, Benjamin, Marcuse e Fromm. Em seguida, este texto se envolve com as características da própria Teoria Crítica, avançando até a Teoria Comunicativa de Habermas. A Pedagogia Crítica e a Educação Física Crítica que foram influenciadas pelos pensadores acima são então estudadas. Finalmente, se relaciona a construção deste Grupo de Estudos em Educação Física com as teorias abordadas estabelecendo uma coerência teórica e uma sustentação epistemológica que norteia os documentos e as ações deste coletivo.

Palavras-chave: Teoria Crítica - Educação Física - Epistemologia da Educação Física.

 

Abstract: This paper of theoretical perspective relates the efforts of a Physical Education Study Group in comprehending how the Critical Theory of the Frankfurt School was established with the advent of modernity and how it influences the area in Brazil. To this end, this text initially shows an overview of Physical Education Study Groups connected to the Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) (Coordination and Improvement of Graduates) data base and an analysis of thesis and dissertations production involved in the area from the Núcleo Brasileiro de Dissertações e Teses em Educação Física, Esportes e Educação Especial (NUTESES) (Brazillian Core of Dissertations and Thesis on Physical Education, Sports and Special Education). Then, it is discussed the construction of the Critical Theory using as reference the theoretical discussion of other experts that came before Adorno, Horkheimer, Benjamin, Marcuse e Fromm. After that, this text talks about the characteristics of the Critical Theory itself, going forward to the Habermas Communicative Theory. The Critical Pedagogy and The Critical Physical Education that were influenced by the experts above are then studied. Finally, the construction of this Physical Education study group is correlated with the studied theories establishing a theoretical coherence and epistemological support to north the documents and action of this group.

Key words: Critical Theory - Phisical Education - Epistemology of Physical Education.

 

 

1 Doutor em Educação (UFRGS) e Professor do Curso de Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em Educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail scherer@via-rs.net
2 Mestre em Reabilitação e Inclusão (IPA) e Professor do Curso de Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail: deninson.ferenci@metodistadosul.edu.br
3 Mestre em Reabilitação e Inclusão (IPA) e Professora do Curso de Educação Física (IPA) – Pesquisadora do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail: alessandra.quadros@metodistadosul.edu.br
4 Mestre em Teologia e Educação (EST) e Professor do Curso de Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail: paulo.pedroso@metodistadosul.edu.br
5 Mestre em Teologia e Educação (EST) e Professor do Curso de Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail: solon.rodrigues@metodistadosul.edu.br
6 Graduando no Curso de Bacharelado em Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. E-mail: henryjbk@hotmail.com
7 Graduando do Curso de Licenciatura em Educação Física (IPA) – Pesquisador do Grupo de Estudos em educação Física: formação, contextos e esporte. Email: joão.stein@hotmail.com.

 

Literatura Citada

ADORNO, Theodor Wiesengrund. Educação Após Auschwitz. In: ADORNO, Theodor Wiesengrund. Educação e Emancipação. Tradução por Wolfgang Leo Maar. Erziehung zur Mündgkeit. Petrópolis: Vozes, 1995. 87 p.

ALMEIDA, Leníldes Ribeiro da Silva. Pierre Bourdieu: a transformação social. Revista Inter-Ação. Goiania: v. 30, n. 1, p. 26-39, jan/jun, 2005.

APPLE, Michael. A Educação e os novos blocos hegemônicos. In: RODRIGUES, Alberto Tosi. Sociologia da Educação. 3. Ed. Rio de Janeiro: DP e A Editora, 2002. p. 111-145.

BOURDIEU, Pierre. Sobre o Poder Simbólico. In: BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Tradução por Fernando Thomaz. Le Pouvoir Symbolique. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988. p. 7-16.

CASSIRER, Ernest. A Questão Jean-Jacques Rousseau. Tradução por Erlon José Paschoal e Jézio Gutierre. The Question of Jean-Jacques Rousseau. São Paulo: Editora Unesp, 1999. 142 p.

CENTRO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO. Diretórios de Grupos de Pesquisa no Brasil. Disponível em: <http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/>. Acesso em: 10 de outubro de 2011.

CENTRO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO. Diretórios de Grupos de Pesquisa no Brasil. Disponível em: <http://dgp.cnpq.br/censos/series_historicas/grupos/index_grupos.htm>. Acesso em: 10 de outubro de 2011.

DAOLIO, Jocimar. Educação Física Brasileira: autores e atores da década de 1980. Campinas: Papirus, 1998. 119 p.

FARIA JÚNIOR, Alfredo Gomes. Atividade Física, Saúde e Ambiente. In: FARIA JÚNIOR, Alfredo Gomes; CUNHA JÚNIOR, Carlos Fernando Ferreira da; NOZAKI, Hajime Takeuchi; ROCHA JÚNIOR, Coriolano Pereira da (org). Uma Introdução à Educação Física. Niteroi: Corpus, 1999. p. 99-120.

FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. A Educação Física na Crise da Modernidade. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001. 304 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 12a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. 220 p.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. 27a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003. 79 p.

FREUD, Sigmund. Totem e Tabu. Rio de Janeiro: Imago, 2005. 42 p.

GIROUX, Henry A. Os Professores Como Intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Tradução por BUENO, Daniel. Teachers as Intellectuals: toward a critical pedagogy of learning. Porto Alegre: Artmed, 1997. 270 f.

GONÇALVES, Maria Augusta Salin. Teoria da Ação Comunicativa em Habermas: possibilidades de uma ação educativa de cunho interdisciplinar na escola. Educação e Sociedade. Campinas: ano XX, n. 66, p. 125-140, abr., 1999.

HEIDEMANN, Miriam et al. O Pensamento de Antonio Gramsci Como Referencial Teórico na Pesquisa em História da Enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem/UFG. Goiânia, 2008, p. 159-1194. Disponível em: < http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n4/v10n4a29.htm>. Acesso em: 10 de dezembro de 2009.

LIMA, João Francisco Lopes de. A Reconstrução da Tarefa Educativa: uma alternativa para a crise e a desesperança. Porto Alegre: Mediação, 2003, 128 p.

McLAREN, Peter. A Vida nas Escolas: uma introdução à pedagogia crítica nos fundamentos da educação. Tradução por ZIMMER, Lucia Pellanda. Life in Schools. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. 353 p.

MELO, Victor Andrade de; ALVES JUNIOR, Edmundo Drummond: Introdução ao lazer, Barueri: Manole, 2003.

MENEZES, Rosielle Athanásio Mendes Heinen de; ESTEVES, Ana Alice Kulina Simon. O Materialismo Dialético na Metodologia Científica. In: IV Semana de Atividades Científicas, 4., 2006, Rezende. Anais ... Rezende: AEDB, 2006. 4 p. Disponível em: <http://www.aedb.br/seacIV/eco/poster/materialismo_dialetico.pdf>. Acesso em 22 de novembro de 2009.

MORAES, Carlos W. J. Kant e Habermas: a relação sujeito-objeto e a construção do conhecimento. 2006. 122 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia e Ciências) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Campus de Marília. 2006. Disponível em: http://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/bma/33004110040P5/2006/morais_cwj_me_mar.pdf >. Acesso em 6 jul. 2010.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física: desenvolvendo competências. São Paulo: Phorte, 2003. 260 p.

NÚCLEO BRASILEIRO DE DISSERTAÇÕES E TESES. Disponível em: <http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?nrPagina=1&pesqExecutada=0&nrExpressoes=1&campo%5B0%5D=TODOS&texto%5B0%5D=forma%E7%E3o&Submit=Buscar+%BB&qtdRegPagina=5>. Acesso em: 10 de outubro de 2011. 

PASCAL, Georges. O Pensamento de Kant. Tradução por Raimundo Vier. La Pensée de Kant. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1992, p. 48-107.

PORTELLI, Hugues. Gramsci e o bloco histórico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. 142p.

SIEBENEICHLER, Flávio Beno. Jürgen Habermas: Razão Comunicativa e Emancipação. Rio de Janeiro: 3. ed., Tempo Brasileiro, 1989. 181 p.

SILVEIRA, Fernando L. A teoria do conhecimento de Kant: o idealismo transcendental. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. Florianópolis: v. 19, n. especial, p. 28-51, jun. 2002.

TAVARES, Otávio. O Esporte e as Drogas: notas para um exame dos argumentos antidoping. In: Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte, 12., 2001, Caxambu. Anais ... Caxambu: CBCE, 2001. 10 p.