Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Apropriação da Inovação em Agrotecnologias: Estudo Multicaso em Universidades Brasileiras

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v10n19p181-212

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/OC/index 

downloadpdf

Samuel C. de Benedicto1, André L. ZamBalde2, Josias J. Bittencourt3 & Cândido F. da Silva Filho4

 

Resumo: O objetivo desta pesquisa é investigar os mecanismos de apropriação de inovações tecnológicas em universidades. Para tanto, foi realizado um estudo multicaso de natureza qualitativa em três universidades públicas voltadas para a “inovação em agrotecnologias”: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Universidade Federal de Lavras (Ufla). O estudo conclui que as universidades pesquisadas realizaram, nos últimos anos, um conjunto de mudanças a fim de estabelecer mecanismos de apropriação direta e indireta e colher os benefícios tangíveis e intangíveis das inovações geradas. Constatou-se que os benefícios intangíveis são os geradores dos benefícios tangíveis e, em um segundo momento, os benefícios tangíveis poderão gerar outros benefícios intangíveis, ocorrer em um contexto dinâmico associado tanto a ambientes internos como externos à instituição. Verificou-se ainda que tais benefícios extrapolam o ambiente institucional e também alcançam a sociedade, podendo ser considerados “formas de apropriabilidade social”. A partir das respectivas constatações, elaborou-se um quadro-síntese com a descrição dos principais modos e benefícios da apropriação de inovações em agrotecnologias nas universidades pesquisadas. Ao final, são discutidas as possibilidades de uma generalização analítica do quadro-síntese.

Palavras-chave: universidade, tecnologia, inovação, apropriabilidade

 

Abstract: The objective of this research is to investigate the mechanisms of appropriation of technological innovations by universities. Thus, a qualitative multicase study was conducted in three public universities focused on “agro-technology innovation”: Luiz de Queiroz College of Agriculture, University of São Paulo (USP-Esalq), Federal University of Viçosa (UFV), and Federal University of Lavras (Ufla). The study found that the surveyed universities implemented a number of changes in recent years in order to establish mechanisms of direct and indirect appropriation and to reap the tangible and intangible benefits of the innovations generated. It was found that intangible benefits generate tangible benefits and, in a second moment, tangible benefits may generate other intangible benefits, creating a virtuous circle that may occur in a dynamic context associated to the institution’s environments, both indoors and outdoors. It was also found that these benefits go beyond the institutional environment and reach society, thus being considered “forms of social appropriability.” From these findings, a summary table was designed to describe the main modes and benefits of the appropriation of agro-technology innovations by the surveyed universities. The possibilities of an analytical generalization of the summary table are discussed in the end.

Key words: university, technology, innovation, appropriability

 

1 Doutor em Administração pela Universidade Federal de Lavras - UFLA. Professor e Pesquisador do Centro de Economia e Administração da Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas. Membro do Grupo de Pesquisa “Gestão Estratégica e Sustentabilidade”. samuel.benedicto@puc-campinas.edu.br
2 Pós-Doutorado em Ciência da Computação pela UFMG. Pós-Doutorado em Sistemas e Tecnologias de Informação pela Universidade Nova de Lisboa. Doutor em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE/UFRJ. Professor e Pesquisador na Universidade Federal de Lavras – UFLA. zamba@dcc.ufla.br
3 Doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Advogado e Administrador. Professor do Curso de Direito do Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), campus de Engenheiro Coelho, SP. josias.bittencourt@uol.com.br
4 Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor na Faculdade Adventista de Hortolândia. candido-filho@uol.com.br