Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Perspectiva Social do Desenvolvimento Científico e Tecnológico

DOI: http://dx.doi.org/10.15552/2236-0158/abenge.v29n1p3-10

http://www.abenge.org.br/revista/index.php/abenge/index 

downloadpdf

Rosemari M. C. F. Silveira1, Nilcéia A. M. Pinheiro2 & Walter A. Bazzo3

 

Resumo: No mundo atual, a tecnologia tem se apresentado como o principal fator de progresso e de desenvolvimento. No paradigma vigente, é assumida como um bem social e, juntamente com a ciência, é o meio para a agregação de valores aos mais diversos produtos, tornando-se chave para a competitividade estratégica e para o desenvolvimento social e econômico de uma região. Neste trabalho realizamos algumas reflexões acerca da necessidade de se pensar o desenvolvimento científico e tecnológico numa perspectiva social e sobre as modificações que a ciência e a tecnologia vêm sofrendo após a Segunda Guerra Mundial. Assim, temos por objetivos: a) mostrar alguns debates sociais que vêm sendo travados acerca do risco no uso das tecnologias; b) indicar os movimentos que vêm se instalando no mundo em busca de um desenvolvimento científico-tecnológico mais humano; c) identificar os impactos negativos causados pelo desenvolvimento científico e tecnológico; d) apontar alguns caminhos que tal desenvolvimento pode tomar em busca de um desenvolvimento também social.

Palavras-chave: desenvolvimento científico e tecnológico, inovação, CTS, educação tecnológica

 

Abstract: In today’s world, technology has presented itself as the main factor of progress and development. In the actual paradigm, it is assumed as a social asset and, along with science, it is a way to aggregate value to several products, making them the key to stragic competitiveness as well as the social and economic development of a region. In this paper, some reflections were made concerning the need to view scientific and technological development in a social perspective, as well as the changes that science and technology has been suffering after the Second World War. Therefore, this paper has as objectives: a) to show some social debates that have been ocurring concerning the risk of using technologies; b) to indicate the movements that have been arising over the world searching for a more humanized scientific-technological development; c) to identify the negative impacts caused by the scientific-technological development; d) to highlight some paths that such development may take in its search for an also social development.

Key words: scientific and technological development, innovation, CTS, technological education

 

1 Professora do Campus de Ponta Grossa da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Doutora em Educação Científi ca e Tecnológica. Av. Anita Garibaldi, 1771, casa 12, Vila Órfãs, CEP 84015-050, Ponta Grossa - PR
2 Professora do Campus de Ponta Grossa da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Doutora em Educação Científi ca e Tecnológica. Rua Herculano de Freitas, 20, São José, CEP 84015-105, Ponta Grossa - PR
3 Professor do Departamento de Engenharia Mecânica – PPGECT (Programa de Pós-Graduação em Educação Científi ca e Tecnológica) da UFSC/NEPET – Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Tecnológica. Doutor em Educação. Florianópolis - SC

 

Literatura Citada

AROCENA, Rodrigo. Riesgo, cambio técnico y democracia en el subdesarrollo. In: LUJÁN, José L.; ECHEVERRÍA, Javier. Gobernar los riesgos: ciência y valores en la sociedad del riesgo. Madrid: Biblioteca Nueva – OEI, 2004. p. 207-223.

BAZZO, W. Antonio. Ciência, tecnologia e sociedade: e o contexto da educação tecnológica. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1998.

BECHMANN, Gotthard. Riesgo y sociedad post-moderna. In: LUJÁN, José L.; ECHEVERRÍA, Javier. Gobernar los riesgos: ciencia y valores en la sociedade del riesgo. Madrid: Biblioteca Nueva – OEI, 2004.

BERNAL, J. D. Ciência na história. Lisboa: Livros Horizonte, 1969. v. VII.

COLOMBO, C. R.; BAZZO, W. A. Educação tecnológica contextualizada, ferramenta essencial para o desenvolvimento social brasileiro. Revista Ensino de Engenharia da Abenge, v. 20, n. 1, ago. 2001.

CRANOR, Carl E. Conocimento experto y políticas públicas en las sociedades tecnológicas. En busca del apoyo científico apropiado para a protección de la salud pública. In: LUJÁN, José L.; ECHEVERRÍA, Javier. Gobernar los riesgos: ciencia y valores en la sociedad del riesgo. Madrid: Biblioteca Nueva – OEI, 2004.

ORGANIZATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION ND DEVELOPMENT (OECD). Proposed guidelines for collecting and interpreting technological innovation data “Oslo Manual”. Paris: OECD, 1992.

URIZ, Ignácio Ayesterán. Industria cultural: la ilustración como engaño de masas (Horkeimer y Adorno, más allá de Habermas). In: ALONSO, Andoni; AYESTARÁN, Ignacio; URSÚA, Nicanor (Coord.). Para comprender ciencia, tecnología y sociedad. Espanha: Verbo Divino, 1996. p. 185-206.

VILCHES, Amparo; GIL, Dariel. Construyamos um futuro sostenible: diálogos de supervivencia. Madrid: Cambridge University Press, 2003.