Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desenvolvimento de Dispositivo Eletrônico para Marcação Automática do Ponto de Traçamento da Madeira por Uma Garra Traçadora

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v19n06a05

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Haroldo C. Fernandes1, Sebastião E. Lopes2, Mauri M. Teixeira3, Luciano J. Minette4 & Paula C. N. Rinaldi5

 

Resumo: Este trabalho foi conduzido em povoamentos de eucalipto de uma empresa florestal do Estado de Goiás, com o objetivo de desenvolver dispositivo eletrônico para marcação automática do ponto de traçamento da madeira. O trator utilizado neste trabalho foi uma escavadora hidráulica, modelo 320 CL, fabricante caterpillar, com 103 kW de potência nominal do motor. Para o controle do ponto de traçamento dos toretes, foram utilizados um contador controlador programável, um gerador de pulsos e um sensor de proximidade do tipo indutivo. De acordo com os resultados, conclui-se que os valores encontrados para os comprimentos dos toretes quando medidos pelo dispositivo eletrônico e pela tora padrão ficaram próximos do desejado. O sensor utilizado não foi capaz de zerar automaticamente os valores quando o operador ultrapassou a medida desejada. O dispositivo ainda necessita de ajustes principalmente quanto ao tempo de traçamento.

Palavras-chave: colheita florestal, processamento, sensores

 

Abstract: The study was carried out in eucalyptus plantations of a forest company in the State of Goiás to develop an electronic device to automatically demarcate wood bucking point. The tractor used was a Caterpillar 320 CL with hydraulic excavator and 103 kW engine. A programmable counter, an impulse generator and an inductive type proximity sensor held in a metal housing were used to control the bucking length. The results showed that the predetermined log lengths measured by the electronic device and standard log were close. The sensor was incapable of resetting automatically if the operator surpassed the required length. The device however requires adjustment, especially for demarcation time.

Key words: forest harvest, processing, sensors

 

1 Engº Agrícola, Professor Associado do Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa – MG, email: haroldo@ufv.br
2 Engº Mecânico, DS em Engenharia Agrícola – Mecanização Agrícola, UFV, Viçosa - MG, email: industria@jatiboca.com.br
3 Engº Agrônomo, Professor Associado do Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa – MG, email: mauri@ufv.br
4 Professor Adjunto. Departamento de Engenharia Elétrica e de Produção, UFV, Viçosa, MG
5 Engª.Agrícola, Doutoranda em Engenharia Agrícola – Mecanização Agrícola, UFV, Viçosa – MG, email: pcnrinaldi@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

ANDRADE, S.C. Avaliação técnica, social, econômica e ambiental de dois subsistemas de colheita florestal no Litoral Norte da Bahia. Viçosa, MG: UFV, 1998. 125p. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, 1998.

FIEDLER, N.C. Avaliação ergonômica de máquinas utilizadas na colheita de madeira. Viçosa, MG: UFV, 1995. 126p. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) Universidade Federal de Viçosa, 1995.

GRANDJEAN, E. Manual de Ergonomia, Adaptando o trabalho ao homem, Editora Artes Médicas Sul Ltda, 1998. 223p.

IIDA, I. Ergonomia: projeto e produção. São Paulo: Edgard Blücher, 1990. 465p.

MACHADO, C.C.; SOUZA, A.P.; LEITE, M. Análise do desempenho de diferentes veículos de transporte florestal rodoviário. Revista Árvore, v.15, n.1, p.67-81, 1991.

MENDONÇA FILHO, W.F. Análise operacional de colheitadeiras florestais. Floresta e ambiente, Rio de Janeiro, UFRRJ, p.261-278. 2000.

MENEZES, J.F.; MAZIEIRO, J.V. G.; YAMASHITA, R.Y.; CORRÊA, I.M.; PASSARELA NETO, A.; FENZ, E.; MILAN, M. Avaliação de características de visibilidade apresentadas por um grupo de tratores de rodas. Campinas, SP: Instituto Agronômico de Campinas, 1985. 18p.

MINETTI, L.J.; SOUZA, A.P.; FIEDLER, N. C. Condições alimentares de operadores de motosserra de uma empresa de corte florestal no Brasil, ABERGO, 1999.

MINETTE, L.J. Análise de fatores operacionais e ergonômicos na operação de corte florestal com motosserra. 1996. 211 p. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.