Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desempenho Agronômico de Linhagens S4 de Milho em Cruzamentos Top Crosses

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v14n1p145-154

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Mariana M. Marcondes1, Marcos V. Faria1, Marcelo C. Mendes1, Bruno R. de Oliveira1, Jéssica F. Santos1, Paulo H. Matchula1 & Anna L. B. Walter1

 

Resumo: Objetivou-se avaliar o desempenho de 82 linhagens S4 de milho, obtidas a partir do hibrido Penta, em top crosses com o híbrido simples P30F53 (testador) mais as testemunhas (P30F53, Penta e Status). Foram avaliados: florescimento masculino (FM); altura de planta (AP); altura de inserção de espiga (AE); e produtividade de grãos (PG), em dois espaçamentos. Houve diferença significativa entre os genótipos para todas as características avaliadas e somente não foi constatado efeito significativo dos espaçamentos para a PG. Contudo, a interação ‘genótipos x espaçamentos’, neste caso, foi significativa. Entre os híbridos top crosses (HTC), as médias para o FM variaram de 76 a 84 dias. A AP variou de 2,02 (HTC 188) a 2,51 m (HTC 213) e a AE de 1,09 (HTC 188) a 1,49 m (HTC 10). A PG, no espaçamento 1, variou de 6.815 (HTC 131) a 13.075 kg ha-1 (HTC 213) e, no espaçamento 2, a PG variou de 5.273 (HTC 131) a 13.510 kg ha-1 (HTC 82). Os híbridos top crosses 19, 82, 97 e 213 apresentaram alta produtividade de grãos, aliando características de plantas de estatura média e ciclo precoce. Portanto, suas respectivas linhagens S4 devem ser avançadas em programas de melhoramento de milho.

Palavras-chave: Zea mays L., linhagens parcialmente endogâmicas, melhoramento vegetal.

 

Abstract: The present study aimed to evaluate the performance of 82 maize lines (S4) generated from hybrid Penta, in top crosses with the simple cross hybrid P30F53 (tester), and checks (P30F53, Penta and Status). The characters evaluated were: male flowering (MF), plant height (PH), ear insertion height (EH) and grain yield (GY), in two row spacings. Significant difference was observed among the genotypes for all the characteristics evaluated except of row-spacing for GY, however the genotype x row-spacing interaction was significant in this case. Among the top cross hybrids (TCH) the averages for MF ranged from 76 to 84 days. The PH ranged from 2.02 (TCH) to 2.51 (TCH 213) and the EH from 1.09 (TCH 188) to 1.49 m (TCH 10). In the row-spacing 1, the GY ranged from 6,815 (TCH 131) to 13,075 kg ha-1 (TCH 213) and in the row-spacing 2 from 5,273 (TCH 131) to 13, 510 kg ha-1 (TCH 82) in the TCH. The top cross hybrids 19, 82, 97 and 213 showed high grain yield, combining characteristics of plants with medium height and early cycle. Therefore, their inbred lines should be advanced in breeding programs.

Key words: Zea mays L., partially inbred lines, plant breeding.

 

1 Unicentro, Guarapuava, PR, Brasil, mariana.mmarcondes@hotmail.com, ventura_faria@yahoocom.br, mcruzm@gmail.com, bruno_br6@hotmail.com, jehfran_@hotmail.com, paulo_h_matchula@hotmail.com, annalaurawalter@hotmail.com

 

Literatura Citada

AMORIM, E. P.; SOUZA, J. C. de. Híbridos de milho inter e intrapopulacionais obtidos a partir de populações S0 de híbridos simples comerciais. Bragantia, Campinas, v.64, n.3, p.561-567, 2005. https://doi.org/10.1590/S0006-87052005000400005

ARGENTA, G.; SILVA, P. R. F.; BORTOLINI, C. G.; FORSTHOFER, E. L.; MANJABOSCO, E. A.; BEHEREGARAY NETO, V. Resposta de híbridos simples de milho à redução do espaçamento entre linhas. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v.36, n.1, p.71-78, 2001a.

ARGENTA, G.; SILVA P. R. F.; SANGOI, L. Arranjo de plantas em milho: análise do estado-da-arte. Ciência Rural, Santa Maria, v.31, n.6, p.1075-1084, 2001b. https://doi.org/10.1590/S0103-84782001000600027

CANCELLIER, L. L.; AFFÉRRI, F. S.; DOTTO, M. A.; CARVALHO, E. V.; DUTRA, D. P.; CORNÉLIO, G. L.; Avaliação de top crosses de milho no sul do Tocantins. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife, v.6, n.4, p.557- 564, 2011.

CARVALHO, A. D. F. de; SOUZA, J. C. de; RAMALHO, M. A. P. Capacidade de combinação de progênies parcialmente endogâmicas obtidas de híbridos comerciais de milho. Revista Brasileira de Milho e Sorgo. Sete Lagoas, v.3, n.3, p.429-437, 2004.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB. ACOMPANHAMENTO DE SAFRA BRASILEIRA: grãos, décimo primeiro levantamento, agosto 2012. Brasília: Conab, 2012. Disponível em: <http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/12_08_09_10_58_55_boletim_portugues_agosto_2012.pdf>. Acesso em: 02 fev. 2013.

CRUZ, C. D. Programa Genes: Biometria. Editora UFV. Viçosa (MG). 382p. 2006.

EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. Embrapa solos, Rio de Janeiro, 2. ed. 2006, 306p.

FANCELLI, A. L.; DOURADO NETO, D. Produção de milho. 2ed., Piracicaba, 2004, 360p.

FERREIRA, E. A.; PATERNIANI M. E. A. G. Z.; DUARTE, A. P.; GALLO, P. B.; SAWAZAKI, E.; AZEVEDO FILHO, J. A.; GUIMARÃES, P. S. Desempenho de híbridos top crosses de linhagens S3 de milho em três locais do estado de São Paulo. Bragantia, Campinas, v.68, n.2, p.319-327, 2009. https://doi.org/10.1590/S0006-87052009000200005

FERREIRA, E. A.; PATERNIANI, M. E. A. G. Z.; SANTOS, F. M. C. Potencial de híbridos comerciais de milho para obtenção de linhagens em programas de melhoramento. Pesquisa Agropecuária Tropical. Goiânia, v.40, n.3, p.304-311, 2010.

GUEDES, F. L.; SOUZA, J. C.; COSTA, E. F. N.; REIS, M. C.; CARDOSO, G. A., EMATNÉ, H. J. Evaluation of maize top crosses under two nitrogen levels. Ciência e Agrotecnologia. Lavras, v.35, n.6, p.1115-1121, 2011.

OLIBONI, R.; FARIA, M. V.; NEUMANN, M.; RESENDE, J. T. V.; BATTISTELLI, G. M.; TEGONI, R. G.; OLIBONI D. F. Análise dialélica na avaliação do potencial de híbridos de milho para a geração de populações-base para obtenção de linhagens. Semina: Ciências Agrárias. Londrina, v.34, n.1, p.7-18, 2013.

PATERNIANI, M. E. A. G. Z.; LUDERS, R. R.; DUARTE, A. P.; GALLO, P. B.; SAWAZAKI, E. Desempenho de híbridos triplos de milho obtidos de top crosses em três locais do Estado de São Paulo. Bragantia, Campinas, v.65, n.4, p.597-605, 2006. https://doi.org/10.1590/S0006-87052006000400010

PAZIANI, S. de F.; DUARTE, A. P.; NUSSIO, L. G.; GALLO, P. B.; BITTAR, C. M. M.; ZOPOLLATTO, M.; RECO, P. C. Características agronômicas e bromatológicas de híbridos de milho para produção de silagem. Revista Brasileira de Zootecnia, Brasília, v.38, n.3, p.411-417, 2009. https://doi.org/10.1590/S1516-35982009000300002

PEREIRA, A. R.; ANGELOCCI, L. R.; SENTELHAS, P. C. Classificação de Köppen. In: Agrometeorologia. Fundamentos e aplicações práticas. Guaíba: Agropecuária, 2001, p.304- 308.

PFANN, A. Z. Adaptabilidade e estabilidade de híbridos simples de milho na região Centro- Sul do Paraná. 2010. 54p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, PR.

PINTO, A. P.; LANÇANOVA, J. A. C.; LUGÃO, S. M. B.; ROQUE, A. P.; ABRAHÃO, J. J. dos S.; OLIVEIRA, J. S. e; LEME, M. C. J.; MIZUBUTI, I. Y. Avaliação de doze cultivares de milho (Zea mays L.) para silagem. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v.31, n.4, p.1071- 1078, 2010. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2010v31n4p1071

RAMALHO, M. A. P.; FERREIRA, D. F.; OLIVEIRA, A. C. Experimentação em genética e melhoramento de plantas. Lavras: UFLA, 2000. 326p.