crosscheckdeposited

Estrutura Populacional e Padrão de Distribuição Espacial de Pouteria cladantha Sandwith em Uma Floresta Sob Regime de Manejo Sustentável, Pará

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n3p42-47

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Diego dos S. Vieira1, João R. V. Gama2 & Dárlison F. C. de Andrade3

 

Resumo: Objetivou-se analisar a estrutura e distribuição espacial de uma população de Pouteria cladantha Sandwith (Sapotaceae), assim como a influência da colheita florestal sobre a regeneração natural e estrato adulto. Utilizou-se amostragem em conglomerados, com 37 unidades amostrais, constituída por quatro subunidades (parcelas) de 250 m² (5 m x 50 m) cada. No estrato arbóreo considerou-se todos os indivíduos com DAP ≥ 10 cm e para regeneração natural os indivíduos com Ht ≥ 5 cm até DAP < 5. No período de oito meses após a colheita florestal a abundância da regeneração natural apresentou reduções significativas (p<0,05) de 55,2%, enquanto -1 que o estrato adulto apresentou um aumento de 2,2 ind.ha , porém, não significativo. A distribuição dos indivíduos em classes de diâmetro e tamanho antes e após a exploração mostrou tendência ao “J invertido”. De modo geral, a população apresentou padrão de distribuição aleatório, no entanto, quando analisando separadamente, o estrato adulto apresentou mudança do padrão aleatório para o agregado, enquanto que, a regeneração apresentou o padrão aleatório mesmo após a colheita.

Palavras-chave: distribuição diamétrica, regeneração natural, manejo florestal, Amazônia.

 

Abstract: This study aimed to analyze the structure and spatial distribution of the population of Pouteria cladantha Sandwith (Sapotaceae), as well as the influence of forest harvesting on natural regeneration and canopy layer. Sampling was used in clusters, with 37 sampling units composed of four subunits (parcels) of 250 m² (5 m x 50 m). In the tree stratum considered all individuals with DBH ≥ 10 cm for natural regeneration and individuals with Ht ≥ 5cm DBH <5. In the eight months after harvesting the abundance of natural regeneration showed significant reductions (p -1 <0.05) of 55.2%, while the canopy layer increased by 2.2 ind.ha , however, not significant. The distribution of individuals in diameter classes and size before and after the harvest showed a tendency to the "inverted J". In general, the population showed random pattern of distribution, however, when analyzing separately the grown layer showed changes from random shift pattern to the aggregate, whereas the regeneration showed the same random pattern after harvest.

Key words: diametric distribution, natural regeneration, forest management, Amazon.

 

1 Engenheiro Florestal, Instituto de Biodiversidade e Florestas, Laboratório de Manejo Florestal. Universidade Federal do Oeste do Pará. E-mail: diegovieir4@gmail.com
2 Professor, Dr. do Instituto de Biodiversidade e Florestas, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). E-mail: jrvgama@hotmail.com
3 Engenheiro FlorestaL, Analista Ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). E-mail: darlison.andrade@icmbio.gov.br

 

Literatura Citada

ALMEIDA, L. S.; GAMA, J. R. V.; OLIVEIRA, A. S.; CARVALHO, J. O. P.; GONÇALVES, D. C. M.; ARAÚJO, G. C. Fitossociologia e uso múltiplo de espécies arbóreas em floresta manejada, Comunidade Santo Antônio, município de Santarém, Estado do Pará. Acta Amazonica, v.42, n.2, p.185-194, 2012.

BENTES-GAMA, M. M.; SCOLFORO, J. R. S.; GAMA, J. R. V.; OLIVEIRA, A. D. Estrutura e Valoração de uma Floresta de Várzea Alta na Amazônia. Revista Cerne, v.8, n.1, p.88-102, 2002.

BROWER, J. E.; ZAR, J. H. Field and laboratory methods for general ecology. Dubuque: WM. C. Brown Publishers, 1984.

CALÉGARIO, N.; SOUZA, A. L.; MARANGON, L. C.; SILVA, A. F. Estimativa dos parâmetros de distribuição e de associação de espécies vegetais nativas regeneradas no sub-bosque Eucalyptus, no Município de Belo Oriente, MG. Revista Árvore, v.17, n.2, p.146-161, 1993.

CASTRO, T. C. Dinâmica da regeneração natural em uma floresta ombrófila densa após a exploração florestal de impacto reduzido na Amazônia Oriental. 2012. Dissertação, (Mestrado), Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2012.

CURTIS, J. T. An upland Forest continuum in the prairies forest border region of Wiscosin. Ecology, v.32, n.1, p.476-496, 1951.

DORNELES, L. P. P.; NEGRELLE, R. R. B. Aspectos da regeneração natural de espécies arbóreas da Floresta Atlântica. Heringia, v.53, n.1, p.53: 85-100, 2000.

FUNDAC (Fundo de Desenvolvimento e Ação Comunitária). Plano de Desenvolvimento Sustentável Mojú I e II. Relatório Técnico. 2005.

GIEHL, E. L. H.; ATHAYDE, E. A.; BUDKE, J. C.; GESING, J. P. A.; EINSIGER, S. M.; CANTO-DOROW, T. C. Espectro e distribuição vertical das estratégias de dispersão de diásporos do componente arbóreo em uma floresta estacional no sul do Brasil. Acta Botanica Brasílica, v.21, n.1, p.137-145, 2007.

GÓMEZ, J. W. L. Regeneración natural de neuve espécies maderables en um bosque intervenido de la Amazonia Boliviana. Acta Amazônica v.41, n.1, p.135-142, 2011.

HARMS, K. E.; WRIGHT, S. J.; CALDERÓN, O.; HERNÁNDEZ, A.; HERRE, E. A. Pervasive density-dependent recruitment enhances seedling diversity in a tropical forest. Nature v.404, n.1, p.493-495, 2000.

HARPER, J. L. Population biology of plants. London: Academic Press, 1981.

JANZEN, D. H. Herbivores and the number of tree species in tropical forests. American Naturalist, v.104, n.940, p.501-528, 1970.

KAMMESCHEIDT, L. Stand structural and spatial pattern of commercial species in logged and unlogged Venezuelan. Forest Ecology and Management, v.109, n.1, p.163-174, 1998.

JANZEN, D. H. Herbivores and the number of tree species in tropical forests. American Naturalist, v.104, n.940 p.305-321, 1970.

JORDANO, P.; GODOY, J. A. Frugivore-generated seed shadows: a landscape view of demographic and genetic effects. In: Levey DJ, Silva WR, Galleti M. Seed dispersal and frugivory: ecology, evolution and conservation. New York: CABI Publishing, p.305-321, 2002.

LAMPRECHT, H. Ensayo sobre la estrutura florística de la parte sur – oriental del bosque universitário “El aimital”, Estado Barina. Revista Forestal Venezolana, v.13, n.2, p.57-63, 1964.

MARTINS, S. S.; COUTO, L.; MACHADO, C. C.; SOUZA, A. L. Efeito da exploração seletiva em uma floresta estacional semidecidual. Revista Árvore, v.27, n.1, p.65-70, 2003.

NEGRINI, M.; AGUIAR, M. D.; VIEIRA, C. T.; SILVA, A. C.; HIGUCHI, P. Dispersão, distribuição espacial e estratificação vertical da comunidade arbórea em um fragmento florestal no Planalto Catarinense. Revista Árvore, v.36, n.5, p.919-930, 2012.

PENNINGTON, T. D. Sapotaceae. Organization for Flora Neotropica: New York, 1990.

PINHEIRO, K. A. O.; CARVALHO, J. O. P.; QUANZ, B.; FRANCEZ, L. M. B.; SCHWARTZ, G. Fitossociologia de uma área de preservação permanente no leste na Amazônia: indicação de espécies para recuperação de áreas alteradas. Revista Floresta, v.37, n.2, p.175-187, 2007.

PIMENTEL, L. A.; PIMENTEL, L. O.; MAGNUSSON, W. E.; HIGUCHI, N.; REIS, F. Q. Regeneration of five commercially-valuable tree species after experimental logging in an amazonian forest. Revista Árvore, v.26, n.5, p.567-571, 2002.

REIS, L. P.; SILVA, J. N. M.; REIS, P. C. M.; CARVALHO, J. O. P.; QUEIROZ, W. T.; RUSCHEL, A. R. Efeito da exploração de impacto reduzido em algumas espécies de Sapotaceae no leste da Amazônia. Revista Floresta, v.43, n.3, p.395-406, 2013.

REIS, L. P.; RUSCHEL, A. R.; COELHO, A. A.; LUZ, A. S.; MARTINS-DA-SILVA, R. C. V. Avaliação do potencial madeireiro na Floresta Nacional do Tapajós após 28 anos da exploração florestal. Pesquisa Florestal Brasileira, v.30, n.64, p.265-281, 2010.

REIS, A.; KAGEYAMA, P. Y.; REIS, M. S.; FANTINI, A. Demografia de Euterpe edulis Mart. (Arecaceae) em uma floresta Ombrófila Densa Montana, em Blumenau (SC). Sellowia, v.45, p.05-37, 1996.

RIVAS, C. J.; AGUIRRE, C.; JIMÉNEZ, P.; CORRAL, R. Un análisis del efecto del aprovechamiento forestal sobre la diversidad estructural en el bosque mesófilo de montaña «El Cielo», Tamaulipas, México. Sistemas y Recursos Forestales, v.14, n.2, p.217-228, 2005.

RODRIGUES, E. G. Distribuição diamétrica, espacial e volumetria de Couratari guianensis Aubl. (tauari) na Floresta Estadual do Amapá – FLOTA. 2011. 51p. Monografia (Graduação), Universidade do Estado do Amapá, Macapá, 2011.

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE (SEMA-PA). 2012. Extração e Movimentação de Toras de Madeira Nativa: 2006 a 2012. Disponível em: http://monitoramento.sema.pa.gov.br/sisflora/. (Acessada em 18/01/2014).

SILVA, R. K. S.; FELICIANO, A. L. P.; MARANGON, L. C.; LIMA, R. B. A.; SANTOS, W. B. Estrutura e síndromes de dispersão de espécies arbóreas em trecho de mata ciliar, Sirinhaém, Pernambuco, Brasil. Pesquisa Florestal Brasileira, v.32, n.69, p.1-11, 2012.

SOUZA, A. L.; SOARES, C. P. B. Floresta Nativas: estrutura, dinâmica e manejo. Viçosa: Editora UFV, 2013.

SOUZA, D. R.; SOUZA, A. L. Distribuição espacial e estrutura de uma floresta ombrófila densa de terra firme não explorada. Magistra, v.21, n.3, p.194-202, 2009.

SOUZA, R. N.; APARÍCIO, P. S.; APARÍCIO, W. C. S.; SOTTA, E. D.; GUEDES, M. C.; OLIVEIRA, L. P. S. Distribuição diamétrica, espacial e volumetria de Dipteryx odorata (Aubl.) Willd (cumaru) na Florestal Estadual do Amapá – FLOTA – AP. In:

Anais do V Simpósio Látino-Americano sobre Manejo Florestal, Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, p. 1076, 2011.

SWAINE, M. D.; WHITMORE, T. C. On the definition of ecological species groups in tropical rain forests. Vegetation, v.75, n.1, p.81-86, 1988.

TOWNSEND, C. R.; BEGON, M.; HARPER, J. P. Fundamentos em Ecologia. ARTMED: Porto Alegre, 2006.

WAINE, M. D.; WHITMORE, T. C. On the definition of ecological species groups in tropical rain forest. Vegetation, v.75, n.2, p.81-86, 1988.

WHITMORE, T. C. An introduction to tropical rain forest. Oxford: Claredon, 1990.

VELOSO, H. P.; RANGEL-FILHO, A. L. R.; LIMA, J. C. A. Classificação da vegetação brasileira, adaptada a um sistema universal. IBGE: Rio de Janeiro 1991.

XIMENES, L. C.; VIEIRA, D. S.; GAMA, J. R. V.; SILVA-RIBEIRO, R. B.; CORRÊA, V. V.; ALVES, A. F. Estrutura de floresta manejada por comunitários na FLONA Tapajós. In: Anais do V Simpósio Latino-americano sobre manejo florestal, Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, p. 686-693, 2011.