Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Ações de Educação e Saúde e Percepção Sobre a Transmissão da Malária na Comunidade de São Francisco do Uiratapuru, Laranjal do Jarí, Amapá

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n3p37-41

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Naylane Ribeiro1, Raullyan B. L. e Silva2 & Raimundo N. P. Souto3

 

Resumo: Este estudo visou identificar a percepção dos residentes da comunidade de São Francisco do Iratapuru, Laranjal do Jari sobre a transmissão da malária e desenvolver ações socioeducativas de controle e prevenção. A comunidade de São Francisco do Iratapuru está situada na foz do rio Iratapuru, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do rio Iratapuru. Os dados referentes aos fatores envolvidos na transmissão da malária foram levantados através de entrevistas com um roteiro formulários previamente elaborados e testados junto aos profissionais das áreas de saúde (um microscopista, um guarda de endemias e um agente comunitário de saúde), educação (dez professores, uma merendeira e um auxiliar de serviços gerais) e com adultos, adolescentes e crianças (150) residentes na comunidade de São Francisco do rio Iratapuru. As atividades educativas realizadas foram: palestras, oficinas, minicursos e diversas atividades de cunho lúdico e a elaboração de material didático: calendários, folders, jogos didáticos e filme de animação – enfocando situações cotidianas da realidade local.

Palavras-chave: comunidade tradicional, malária humana, parasitas, Anopheles.

 

Abstract: This study sought to identify the residents' of the community from San Francisco of Iratapuru perception, Orange grove of Jari on the transmission of the malaria and to develop actions partner educational of control and prevention. The community from San Francisco of Iratapuru this placed in the mouth of the river Iratapuru, in the Reservation of Maintainable Development of the river Iratapuru. The data regarding the factors involved in the transmission of the malaria were lifted up through interviews with an itinerary previously elaborated forms and tested the professionals of the areas of health close to (a microscopists, a guard of endemics and a community agent of health), education (ten teachers, a lunch-box and an auxiliary of general services) and with adults, adolescents and children (150) residents in the community from San Francisco of the river Iratapuru. The accomplished educational activities were: lectures, workshops, mini courses and several activities of stamp ludic and the elaboration of didactic material: calendars, folders, didactic games and animation film - focusing daily situations of the local reality.

Key words: traditional community, human malaria, parasites, Anopheles.

 

1 Acadêmica do Curso de Residência Multiprofissional de Saúde Coletiva, Universidade Federal do Amapá. E-mail: naylaneribeiro@hotmail.com
2 Biólogo, Doutor em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Divisão de Botânica/Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá, Rod. Jk, Km 10, Macapá-AP. E-mail: raullyanborja@uol.com.br
3 Biólogo, Doutor em Zoologia. Laboratório de Arthropodas do Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amapá. Rod. JK Km 02, Macapá-AP. E-mail: rnpsouto@unifap.br

 

Literatura Citada

AMAPÁ. Programa de Desenvolvimento Sustentável, SEPLAN, p. 42. 1995.

AYI, I., NONAKA, D.; ADJOVU, J. K.; HANAFUSA, S.; JIMBA, M.; BOSOMPEM K. M.; MIZOUE, T.; TAKEUCHI, T.; BOAKYE, D. A.; KOBAYASHI, J. Research School-based participatory health education for malaria control in Ghana: engaging children as health messengers. Malaria Journal, n. 9, v. 98. 2010.

BELTRÁN-HERNANDEZ, F. Estudos Ecológicos. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais. Brasília, v.37, n.1, p.61- 66, 1985.

BOGDAN, R. C., BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação – uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Editora Porto. 336 p. 1994.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Ações de controle da malária: manual para pro?ssionais de saúde na atenção básica. Brasília: Editora do Ministério da Saúde. 52 p. 2006.

FERREIRA, M. S.; ALVARADO, C. A. Doenças Infecciosas e Parasitárias. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 1998.

FERRETE, J. A. Fauna Anofélica da Área de Construção da Barragem da Usina Hidrelétrica Amador Aguiar I, na Bacia do Rio Araguari no Município de Uberlândia. 2009. 139 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.

INSTITUTO Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. 2007. Tendências demográficas: uma análise da população com base nos resultados dos Censos Demográficos 1940 e 2000. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/tendencia_demografica/analise_populacao/1940_2000/analise_p opulacao.pdf> Acesso em fev. 2008.

LLANOS-ZAVALAGA, F.; COTRINA, A.; CAMPANA, P. Factores asociados a la adherencia al tratamiento de malariaen Piura y Tumbes –Perú. Rev. Med. Exp. v. 8, n. 3-4, p. 63-70, 2001.

NEVES, D. P. Parasitologia Médica. Ed. Atheneu. 494p. 2005.

PICANÇO, J. R. A. Desenvolvimento, sustentabilidade e conservação da biodiversidade na Amazônia: a produção familiar agroextrativista em áreas protegidas no Sul do Amapá. 2009. 385 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Centro de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.

RABELO, B. V. et al. Zoneamento Ecológico Econômico da Área Sul do Estado do Amapá. 2. ed. Macapá: IEPA. 44 p. 2007.

REIGOTA, M. O que é educação ambiental? São Paulo: Brasiliense. 86p. 1998.

REINERS, A. A. O.; AZEVEDO, R. C. S.; VIEIRA, M. A.; ARRUDA, A. L. G. Produção bibliográfica sobre adesão/não adesão de pessoas ao tratamento de saúde. Ciência Saúde Coletiva. v. 13, Sup. 2, p. 2299-306. 2008.

ROCHA, M. N. A.; FERREIRA, E. A. P.; SOUZA, J. M. Uma proposta de prevenção e controle da malária em pequenas comunidades. Revista Paraense de Medicina, v. 19, n. 4, p. 47-51, 2005.

SEMA. Coordenadoria de Recursos Ambientais. Relatório Preliminar sobre o Levantamento Socioeconômico realizado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Iratapuru. Macapá: p. 22. 1999.

SIVEP-Malária. Disponível em: <http://portalweb04.saude.gov.br/sivep_malaria/default.asp> Acesso em: 30 maio. 2013.

TAUIL, P.; L. DEANE; P. SABROZA; RIBEIRO, C.. A Malária no Brasil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 4-48. 2000.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). guidelines for the 17. Treatment of malaria. Geneva (CH): 2006.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO) Worm Malaria Report. Geneva,. 190 p. 2008

WORLD HEALTH ORGANIZATION. World Malaria Report 2011. Disponível em: http://whqlibdoc.who.int/publications/2011/9789241563901_eng.pdf. Acessado 13 de outubro de 2013 .