Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Caracterização da Pesca no Reservatório e Áreas Adjacentes da UHE Coaracy Nunes, Ferreira Gomes, Amapá – Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n3p83-96

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Júlio C. S. de Oliveira1, Huann C. G. Vasconcelos2, Silvio W. M. Pereira3, Victoria J. I. Nahum4 & Antônio P. Teles Junior5

 

Resumo: O reservatório da UHE Coaracy Nunes, no Estado do Amapá, Brasil é o mais antigo da Amazônia e foi construído com fins de produção de energia elétrica. O objetivo deste trabalho foi investigar a pesca no reservatório de Coaracy Nunes e adjacências, descrevendo a produção pesqueira, as espécies de peixes de maior interesse e os aspectos sócio-econômicos dos pescadores. A metodologia utilizada foi fundamentada em questionamentos feitos diretamente a 53 pescadores utilizando formulários específicos que continham perguntas sobre os aspectos sócio-econômicos dos pescadores e sobre a pesca. Os resultados revelaram que a pesca na área de estudo é uma atividade de subsistência, mas com tendências à pesca artesanal. A principal arte de pesca empregada é a rede de espera, seguida de zagaia e arpão subaquático e anzol. A composição ictiofaunística da pesca estava composta de 13 espécies, com destaque, em termos de biomassa, para Cichla sp., Hoplias macrophthalmus, Tometes trilobatus e Leporinus sp., que juntos compuseram 47,55% da pesca total. A produção pesqueira foi considerada baixa comparada a de outros reservatórios mais recentes. Pescadores residentes há mais de 50 anos na região afirmam que no período pré-barramento do rio existia notável abundância de espécies de grande porte, o que sugere que o barramento do rio e a pesca foram os principais fatores na eliminação e redução dos estoques de algumas espécies na área do reservatório.

Palavras-chave: rio Araguari; pesca de subsistência; produção pesqueira; recursos pesqueiros.

 

Abstract: The UHE Coaracy Nunes reservoir, in the State of Amapá, Brazil is the oldest of the Amazon and was built with the purpose of producing electricity. This study aimed to investigate the fishing reservoir Coaracy Nunes and vicinity, describing fish production, fish species of greatest interest and socio-economic aspects of fishing. The methodology used was based on inquiries directly to 53 fishermen using specific forms containing questions on socio-economic aspects of fishing and over fishing. Results showed that fishing in the study area is a subsistence activity, but with trends artisanal fishing. The main fishing gear used is gillnets, followed by spear and harpoon and hook underwater. The composition of the fish community was composed of 13 fish species, especially in terms of biomass for Cichla sp. Hoplias macrophthalmus, Tometes trilobatus and Leporinus sp., which together comprised 47.55% of the total fishing. Fish production was low compared to other reservoirs latest. Resident fishermen for over 50 years in the region claim that in the pre-bus the river existed remarkable abundance of large species, which suggests that the bus from the river and fishing were the main factors in the elimination and reduction of stocks of some species in the reservoir area main factors in the elimination and reduction of stocks of some species in the reservoir area.

Key Words: Araguari; subsistence fishing; fish production; fish stocks.

 

1 Biólogo, Doutor em Ecologia Aquática e Pesca. Laboratório Limnologia e Ictiologia do Curso Ciências Biológicas - Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. E-mail: juliosa@unifap.br
2 Biólogo, Mestrando em Biodiversidade Tropical. Laboratório Limnologia e Ictiologia do Curso Ciências Biológicas - Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. E-mail: huanvasconcelos@unifap.br
3 Geógrafo, Mestre em Geologia e Geoquímica. Laboratório de Cartografia do Curso de Geografia - Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. E-mail: silvio@unifap.br
4 Doutora em Ciências Marinhas, Docente da Universidade Federal do Pará, Coordenadora do Laboratório de Biologia Pesqueira e Manejo dos Recursos Aquáticos do Instituto de Ciências Biológicas da UFAP. E-mail: biologiapesqueira@hotmail.com
5 Economista, Mestre em Economia Empresarial. Secretariado Executivo – UNIFAP. E-mail: antonio_telesjr@hotmail.com

 

Literatura Citada

ABILHOA, V.; LAYNES, W. L.; MICHALIK, L. Diagnóstico da pesca. In: CUNHA, C.L.N.; CARNEIRO, C.; GOBBI, E. F.; ANDREOLI, C. V. Eutrofização em Reservatórios: Gestão Preventiva. Estudo Interdisciplinar na Bacia do Rio Verde, PR. Curitiba: Editora UFPR, 2007. p. 369-380.

AGOSTINHO, A. A.; JÚLIO-JR, H. F.; PETRERE-JR, M. Itaipu reservoir (Brazil): impacts of the impoundment on the fish fauna and fisheries. In: COWX, I. G. Rehabilitation of freshwater fisheries. London: Fishing New Books, 1994. p. 171-184.

AGOSTINHO, A. A.; OKADA, E. K.; GREGORIS, J. A pesca no reservatório de Itaipu: Aspectos socioeconômicos e impactos do represamento. In: HENRY, R. Ecologia de Reservatórios: Estrutura, Função e Aspectos Sociais. Botucatu: FUNDIBIO; São Paulo: FAPESP, 1999. p. 279-320.

AGOSTINHO, A. A.; GOMES, L. C.; LATINI, J. D. Fisheries management in Brazilian reservoir: lesson from/for South America. Interciencia, v. 29, n. 6, p. 334-338, 2004.

AGOSTINHO, A. A.; GOMES, L. C.; PELICICE, F. M. Ecologia e manejo de recursos pesqueiros em reservatórios do Brasil. Maringá: Eduem, 2007. 502p.

AGOSTINHO, A. A.; PELICICE, F. M.; GOMES, L. C. Barragem e da fauna de peixes da região Neotropical: Impactos e manejo relacionados à diversidade e à pesca. Revista Brasileira de Biologia, v. 68, n. 4, p. 1119-1132, 2008.

AGOSTINHO, A. A.; THOMAZ, S. M.; GOMES, L. C. Conservação da biodiversidade em águas continentais do Brasil. Megadiversidade, v. 1, n. 1, p. 70-78, 2005.

ALVES DA SILVA, M. E. P.; CASTRO, P. M. G.; MARUYAMA, L. S.; PAIVA, P. Levantamento da pesca e perfil socioeconômico dos pescadores artesanais profissionais no reservatório Billings. Boletim do Instituto de Pesca, v. 35, n. 4, p. 531-543, 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA – ANEEL. Atlas da energia elétrica no Brasil. Brasil: ANEEL, 2008.

BRASIL, 1934. CODIGO DE ÁGUAS, DECRETO Nº 24.643, DE 10 DE JULHO DE 1934.

CARVALHO, E. D. Ações antrópicas e a biodiversidade de peixes: status da represa de Jurumirim (Alto Paranapanema). 2009. 87p. Tese (Livre-Docência) Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, 2009.

CASTRO, A. P.; FRAXE, T. J. P.; SANTIAGO, J. L.; MATOS, B.; PINTO, I. C. Os sistemas agroflorestais como alternativa de sustentabilidade em ecossistemas de várzea no Amazonas. Acta Amazônia, v. 39, n. 2, p. 279-288, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672009000200006

CEREGATO, S. A. e PETRERE-JR, M. Aspectos sócio-econômicos das pescarias artesanais realizadas no complexo de Urubupungá e a sua jusante no Rio Paraná. Holos Environment, v. 2, n. 1, p. 1-24, 2002.

CINTRA, I. H. A.; MANESCHY, M. C. A.; JURAS, A. A.; MOURÃO, R. S. N.; OGAWA, M. Pescadores artesanais do reservatório da usina hidrelétrica de Tucuruí (Pará, Brasil) Revista de Ciências Agrárias, v. 54, n. 1, p. 61-70, 2011. http://dx.doi.org/10.4322/rca.2011.039

CONOVER, W. J. Practical nonparametric statistics. New Jersey: John Willey & Sons, 1990. 584p. ELETRONORTE, Eletronorte em números 2010. Disponível em: http://www.eln.gov.br/opencms/opencms/publicacoes/ (Acessado em 10/06/2010).

FERREIRA, C. S.; PIEDADE, M. T. F.; FRANCO, A. C.; GONÇALVES, J. F. C.; JUNK, W. J. Adaptive strategies to tolerate prolonged flooding in seedlings of floodplain and upland populations of Himatanthus sucuuba, a Central Amazon tree. Aquatic Botany, v. 90, n. 3, p. 246-252, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/j.aquabot.2008.10.006

GODOY, A. M. G.; EHLERT, L. G. Porto Rico: a difícil sobrevivência do homem e do meio ambiente. In: VAZZOLER, A. E. A. M.; AGOSTINHO, A. A.; HAHN, N. S. (Ed.). A planície de inundação do alto rio Paraná: aspectos físicos, biológicos e socioeconômicos. Maringá: EDUEM/NUPELIA, 1997. p. 437-453.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: www.ibge.gov.br/catálogos/indicadores. (Acessado em 10/06/2010).

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: www.ibge.gov.br/catálogos/indicadores (Acessado em 15/06/2012).

HANAZAKI, N.; BEGOSSI, A. Does fish still matter? Changes in the diet of two Brazilian fishing communities. Ecology of Food and Nutrition, v. 42, n. 4-5, p. 279-301, 2003. http://dx.doi.org/10.1080/03670240390229643

ISAAC, V. J.; RUFFINO, M. Population Dynamics of tambaqui Colossoma macropomum Cuvier 1818, in the Lower Amazon, Brazil. Fisheries Management, v. 3, n. 4, p. 315-333.

ISAAC-NAHUM, V. J. Explotação e manejo dos recursos pesqueiros do litoral Amazônico: um desafio para o futuro. Ciência e Cultura, v. 58, n. 3, p. 33-36, 2006.

ISAAC, V. J.; ESPIRITO-SANTO, R. V.; NUNES, J. L. G. A estatística pesqueira no litoral do Pará: resultados divergentes. Pan-American Journal of Aquatics Sciencies, v. 3, n. 3, p. 205-213, 2008.

KIROVSKY, A. L.; ARAÚJO, C. M. A mulher invisível - Arrazoado sobre o papel da mulher na pesca artesanal – COGPAR/DIDEP/SUDAP/SEAP/PR, 2004. 80p.

KUHNLEN, H. V.; RECEVEUR, O. Dietary change and traditional food systems of indigenous people. Annual Review of Nutrition, v. 16: 417-442, 1996. http://dx.doi.org/10.1146/annurev.nu.16.070196.002221

MACHADO, H. V. 1999 Tendências do comportamento gerencial da mulher empreendedora. In: XXIII Encontro Nacional de Pós- Graduação Em Administração. Anais do Enanpad PR. CD ROM. Foz do Iguaçu-PR, 1999. p. 1-8.

MARUYAMA, L. S.; CASTRO, P. M. G.; PAIVA, P.; ALVES-SILVA, M. E. P.; SILVA; K. L. Estudo da produção pesqueira do médio rio Tietê, nos anos de 2003 e 2004. Série Relatórios Técnicos, São Paulo, v. 42, p. 1-15, 2010.

MATSUMOTO, C. 2003 As atividades pesqueiras da comunidade caiçara de Picinguaba (Ubatuba, São Paulo). São Paulo. 165 p.

MELO, M. F. M. e MATOS, M. M. V. L. 2006 Gênero na pesca e economia familiar: subordinação e subvalorização. In: Seminário Internacional Fazendo Gênero, 7., Florianópolis, 28-30/ago/2006. Resumo expandido. Florianópolis: UFSC. Disponível em: http://www.fazendogenero7.ufsc.br/artigo/M/MeloMatos 37 pdf (Acessado em 20/03/2013).

MINTE-VERA, C. V.; CAMARGO, S. A.; BUBEL, A. P. M.; PETRERE, M. Artisanal fisheries in a urban reservoir: Billings Case (Metropolitan Region of São Paulo). Brazilian Journal of Ecology, v. 1, p. 143-147, 1997.

MOTA, S. Preservação e conservação de recursos hídricos. 2.ed. Rio de Janeiro: ABES, 1995. 200p.

OKADA, E.; GREGORIS, J.; AGOSTINHO, A. A.; GOMES, L. C. Diagnóstico da pesca profissional em dois reservatórios do rio Iguaçu. In: AGOSTINHO, A. A.; GOMES, L. C. Reservatório de Segredo: bases ecológicas para o manejo. Maringá: EDUEM, 1997. p. 296-318.

PEREIRA, R. C. Nécton marinho. In: SOARES-GOMES, A. (org.) Biologia Marinha. Rio de Janeiro: Interciência, 2002. p. 158-193.

PETRERE-JÚNIOR, M. Fisheries in large tropical reservoirs in South America. Lakes & Reservoirs: Research and Management, v. 2, n. 1-2, p. 111-133, 1996. http://dx.doi.org/10.1111/j.1440-1770.1996.tb00054.x

PETRERE-JR., M; WALTER, T.; MINTE-VERA, C. V. Income evaluation of small scale fishers in two Brazilian urban reservoirs: Represa Billings (SP) and Lago Paranoá (DF). Brazilian Journal of Ecology, v. 66, n. 3, p. 817-828, 2006.

RANZANI-PAIVA, F.; CASTRO, P. M. G.; MARUYAMA, L. S. Pesca artesanal na Represa Billings, Estado de São Paulo: uma arqueologia da existência. In: SEMINÁRIO DE GESTÃO SOCIOAMBIENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AQÜICULTURA E DA PESCA NO BRASIL, 2., Rio de Janeiro, 29/nov.-03/dez./2006. Anais... Rio de Janeiro, 2006. p. 1-6.

RUFFINO, M. L. Gestión compartida de recursos pesqueiros em la Amazonía. In: PINEDO, D.; SORIA, C. (Eds.). El Manejo de las Pesquerías em Ríos Tropicales de Sudamérica. Bogotá: Mayol Ediciones S.A, 2008. p. 307- 321.

SANTOS, G. M.; OLIVEIRA-JR., A. B. A pesca no reservatório da hidrelétrica de Balbina (Amazonas, Brasil). Acta Amazonica, v. 29, n. 1, p. 145-163, 1999. http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921999291163

SANTOS, G. M.; SANTOS, A. C. M. Sustentabilidade da pesca na Amazônia. Acta Amazonica, v. 19, n. 54, p. 165-182, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142005000200010

SOKAL, R. R.; ROHLF, F. J. Biometry. New York: W. H. Freeman, 1995. 859p.

TREGEAR, A. From Stilton to Vimto: using food history to re-think typical products in rural development. Sociologia Ruralis, v. 43, n. 2, p. 91-107, 2003. http://dx.doi.org/10.1111/1467-9523.00233

VALENTINI, C. M. A.; PINHEIRO, A. C. M.; SALES, F. N.; GUILHER, M. C.; SILVA, T. C. A.; MISSA-JR, S. Impactos socioambientais gerados aos pescadores da comunidade ribeirinha de Bonsucesso-MT pela construção da Barragem de Manso. Holos, ano 27, v. 4, 2011.

VASCONCELLOS, M.; DIEGUES, A. C.; SALES, R. R. 2007 Limites e possibilidades na gestão da pesca artesanal costeira. In: LOBO, A. Nas redes da pesca artesanal. Brasília: Ibama, 2007. p. 15-63.

WALTER, T.; PETRERE-JR, M. 2007 The small-scale urban reservoir fisheries of Lago Paranoá , Brasilia, DF, Brazil. Brazilian Journal of Biology, v. 67, n. 1, p. 9-21, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842007000100003

ZAR, J. H. Biostatistical analysis. 4ªed. New Jersey: Prentice-Hall, Inc, 1999. 663p.