Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Educação Empreendedora: Um Estudo do Projeto Empreendedorismo 10.0 Aplicado aos Alunos do Curso Técnico em Informática

DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2359-3539/reit-imed.v1n1p39-44

https://seer.imed.edu.br/index.php/revistasi/index 

downloadpdf

Cristina L. J. Lopes1

  

Resumo: O processo educativo de hoje deve estimular novas habilidades, atitudes e capazes de dar oportunidade para que desenvolva potenciais, independentemente da condição social e área de estudo. Nesse sentido a Educação Empreendedora abre um conjunto de opções, oportunidades e possibilidades de aprendizado ao aluno que vai além dos conceitos puramente técnicos, proporcionando a eles um caminho novo, pautado em descobertas em direção ao desenvolvimento e ao crescimento profissional, com intuito de provocar um estímulo à mudança de comportamento. Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados de um Projeto que investigou como a prática empreendedora impulsiona resultados concretos de melhoria de habilidades comportamentais. O Projeto foi realizado entre os meses de fevereiro a junho dos anos de 2012 e 2013 com alunos do curso Técnico em Informática do IFSULDEMINAS.De acordo com o referencial teórico pesquisado foi percebido que o empreendedorismo pode ser aprendido e praticado e a educação empreendedora pode ser uma maneira de criarmos essa cultura de inovação e autonomia nos nossos alunos. Além disso, existem alguns eixos que estão norteando a incorporação da Educação Empreendedora, como a Lei da Inovação, A Lei de Diretrizes e Bases da Educação, os Quatro Pilares da Educação da UNESCO.

Palavras-chave: educação, empreendedorismo, negócio.

 

Abstract: The educational process today should encourage new skills, attitudes and able to give that opportunity to develop potential, irrespective of social status and study area. In this sense the Entrepreneurial Education opens a set of options, opportunities and possibilities for the student learning that goes beyond the purely technical concepts, giving them a new way, based on discoveries toward the development and professional growth in order to provoke a stimulus behavioral change. This article aims to present the results of a project that investigated how the entrepreneurial practice boosts concrete results in improving behavioral skills. The Project was carried out between the months from February to June of the years 2012 and 2013 with students from Computer Technician course at the Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, Campus Muzambinho. According to the theoretical framework researched the culture of innovation and entrepreneurship can be learned and practiced and entrepreneu ial education can be a way to create this culture in Brazil. In addition, there are some axes that are guiding the incorporation of Entrepreneurial Education, as the Innovation Law, The Law of Guidelines and Bases of Education, the Four Pillars of Education UNESCO and more recently the National Program for Access to Technical Education and Employment and SEBRAE establishing a compulsory subject for some courses in technical education.

Key words: education, entrepreneurship, business.

 

1 Mestre em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas.

 

Literatura Citada

Chiavenato, I. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

Delors, Jacques (Coord.). Os quatro pilares da educação. In: Educação um tesouro a descobrir. UNESCO, MEC. São Paulo: Cortez, 1999. pp. 89-102. (Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre educação para o século XXI).

Drucker, P. F. Inovação e Espírito Empreendedor: Prática e princípios. 6. ed. São Paulo: Pioneira, 1996.

Filion, J. Louis. Empreendedores e proprietários de pequenos negócios. Revista GEM. (1999). Disponível em: <http://www.crasp.com.br/novosite/convivência/empreend_inovação/GEM5202007.doc>. Acesso em: 08 out. 2013.

GEM. Global Entrepreneurship Monitor.Global Report, 2013.

Guimarães, L. O. A experiência universitária americana da formação empreendedora, 2002. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) Fundação Getúlio Vargas, SP, São Paulo, 2002.

Júnior, J.; Araújo, P.; Wolf, S.; Ribeiro, T. (2006). Empreendedorismo e educação empreendedora: confrontação entre a teoria e a prática. Revista de Ciências da Administração, v. 8, nº 15, Janeiro/Junho 2006. Recuperado em: 21 nov. 2011 <http://www.oei.es/etp/empreendedorismo_educacao_emprendedora_cad.pdf>.

Leite, Emanuel & Figueiredo, Marina Dantas. Empreendedorismo, Inovação e Incubação de Empresas – Lei de Inovação. III SEMEAD, Recife: Bargaço, 2006.

Lopes, Rose Mary (org.). Educação Empreendedora. Conceitos, Modelos e práticas. pp. 01-15. Editora Campus SEBRAE, 2010. Disponível em: <http://www.agenciasebrae.com.br/noticia/20625749/ultimasnoticias/empreendedorismo-e-disciplina-obrigatoria-no-nivel-tecnico/acesso>. Acesso em: 15 set. 2013.

PRONATEC EMPREENDEDOR. Disponível em: <http://pronatecempreendedor.sebrae.com.br/apresentacao.html>. Acesso em: 15 nov. 2013.